quinta-feira, maio 13, 2010

Orfeu


Orfeu

- I –

O filho da musa Calíope
Barrou o Céu com sua canção...
Eurídice perdeu a ação,
O beija-flor parou de voar,
O selvagem perdeu o medo
E a rosa bailou... Que som ouvira!...
Era sensual o tom da lira;
— Até Apolo começou a sonhar!...

- II –

Com o mimo do pai Apolo
Perfumou a noite rosicler;
Saciou a fome da mulher,
Eurídice, na alcova quente.
Mas o sádico Aristeu
Com garras afiadas, insanas,
Queria o lugar em sua cama
Com o veneno da serpente.

- III –

Eurídice – rara beleza! –
Fugiu da cínica atenção!...
E Aristeu em perseguição
Mudou o destino da sorte;
Com seu egoísmo contumaz,
Então, era o fim das luzes;
A jovem estava entre cruzes
Caíra no mundo da morte!...

- IV –

Transtornado de tristeza
Clamava: — Eurídice, amor;
Somos um corpo, uma flor!
E assim entoou seu som divino!
Foi até ao Mundo dos Mortos,
E, com a pungência do instrumento
Comovia o firmamento;
O Rio Estige era o destino.

- V -

A lira contagiou Caronte...
...E ébrio se comoveu!
O barqueiro levou Orfeu
Ao resgate da sua amada.
O tom da lira adormeceu
Cérbero, - a fera!-, um cão
Tricéfalo – o guardião.
E entraram à busca da fada!...

- VI -

As ondas da lira flutuaram...
Brilhou a mente do condenado...
Sorriu feliz o aloprado
E a noite deixou de ser vazia...
Por que o feitiço do errante?
Na primavera verdejante?!
Nasceu outro sol naquele dia!...

- VII –

Chegou, enfim ao trono de Hades.
Irritado, o Rei dos Mortos
Quis saber: - Que trilhas tortas
O vivo tomara o domínio?!
A agonia musical de Orfeu
Fê-lo chorar gotas de ferro.
Hades se esqueceu dos berros
E se transformou em menino!

- VIII -

Perséfone, esposa de Hades
Implorou-lhe comovida:
- Deixa Orfeu seguir a vida
Eterna com o seu amor!...
Hades atendeu seu desejo:
- Eurídice irá sem demora,
Antes do raiar da aurora;
Sua rotina terá mais cor!

- IX –

Eurídice voltaria aos vivos...
Hades encontrou a solução:
Mas impôs uma condição;
Orfeu não olharia para ela
Até que visse a luz do sol.
Fora, cantava o arrebol!
A vida impunha alegria,
Voltara nova primavera!..

- X -

Orfeu partiu pela trilha
Íngreme que ia pra fora do escuro...
Morcegos voavam no obscuro,
Cantavam o canto da morte!
Orfeu tocava a sua alegria!...
Guiava Eurídice à vida...
Queria o mundo colorido;
Outra existência sem corte.

...

Machado de Carlos

Publicado no Recanto das Letras em 16/07/2008
Código do texto: T1083697

13 comentários:

Amor feito Poesia disse...

És precária e veloz, Felicidade.
Custas a vir e, quando vens, não te demoras.
Foste tu que ensinaste aos homens que havia tempo,
e, para te medir, se inventaram as horas.

Cecilia Meireles

Beijos de coração prá coração!! M@ria

Sandra Botelho disse...

Sou apaixonada por mitologia.
Simplesmente me apaixonei por teus versos. Será que um dia chegarei aos teus pés?
escreves bem demais da conta. fico sem folego, leio e releio, pra poder tentar tecer um comentario a altura.
mas eu fico emudecida diante de tanta beleza.
Bjos querido dias de inspiração pra ti.

Marta disse...

Poema empolgante, cheio de ritmo...
Adorei...
Quanto à pergunta que me fazes, como disse, o autor da foto é o Daniel Pedrogam, chama-se "Melodic Sense" e o site é o Olhares.
Creio que não haverá qualquer problema em utilizar a foto desde que identifiques o autor.
Beijos e abraços
Marta

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Amigo, Machado de Carlos. Fez um poema clássico, mitológico, digno de aplauos de pé. Muito bem elaborado.

Sobre meu comentário que voce perdeu por engano, não tem muita diferença do próximo que fiz, apenas ratifiquei em outras palavras. Um abraço

*lua* disse...

Tragédia grega transforma-se em magia grega, através da pura beleza do poeta!!! parabéns!!!

Um ótimo final de semana, beijos

REGGINA MOON disse...

Machado,

Que lindo!!!

Eu cheguei a iniciar um Blog sobre Mitologia Greco-Romana, mas está ainda em projeto, esse seu "Orfeu" consegue revelar um pouco de cada personagem...Parabpéns!!

Um grande beijo e ótimo final de semana!!

Reggina Moon

Pérola disse...

Boa tarde.
Obrigado pela sua visita.
Bonito o seu poema,diferente do q costuma postar.
Bela homenagem a Orfeu,poeta e músico, segundo o pouco q eu conheço ele enlouquecia até a natureza além dos animais.
Parabéns pela qualidade da postagem.
Beijos amado.

M@ria disse...

Olá amigooooooooooooooo
Lindo e interessante texto.
Obrigada por compartilhar.

Bom FDS e beijos meus!

Poesia...Poesia disse...

A porta esta aberta,“Entre”!
O caminho é curto,
Cheio de essência,
Pronto pra te dar boas vindas.

Amor e Paz no seu FDS.....M@ria

"Cantinho Poético" disse...

" A amizade é o melhor pretexto, até hoje inventado, para que um indivíduo pretenda tomar parte na felicidade do outro"

(Machado de Assis)


BOM FDS....BEIJOS POÉTICOS!!

Pérola disse...

Obrigado meu querido.
Muitos beijos cheios de carinho.

ONG ALERTA disse...

A história...tem muito para nos ensinar...lindo, paz.
Beijo Lisette.

Pat. disse...

Li ontem duas vezes e deixei para comentar hoje...
A mitologia é fascinante, bem como, teus poemas Machado.
Escreves tão maravilhosamente bem, que me faltam palavras...
Lindo!

beijos com carinho e excelente fim de semana!