segunda-feira, novembro 17, 2008

2 comentários:

Olhos de Mel disse...

Nossa, poeta! Nesses versos cheios de tesão a vida pulsa em cada rima, em cada verso, cheio de emoção! Amei!
Beijos

Cris de Souza disse...

Olé !
Bela dança de verbetes.