terça-feira, novembro 11, 2008

Um comentário:

Olhos de Mel disse...

Lindo poeta! Só pessoas sensíveis são capazes de admirar o belo em pequenos gestos, na suavidade de uma bailarina... Lindo soneto!
Beijos