quinta-feira, novembro 13, 2008

Um comentário:

Olhos de mel disse...

Doce poeta! Na beleza desse soneto, que um enígma me pareceu, deixou-me uma inquietude: o que aconteceu?
Em pegadas coloridas, um sonho que se eterniza fica a impressão, que se trata de paixões proibidas.
Sonhos que ficam na memória em detalhes, trazem a tona vagas lembranças de olhares. Pegadas coloridas de ilusão, que marcaram um doce coração.
Beijos