sábado, novembro 08, 2008

Um comentário:

Olhos de Mel disse...

Doce poeta! Todo crescimento emana de um sofrimento. Mas não pode se deixar levar. Levantar é impressindível a cada queda. E assim é a vida.
Chora seu pranto lindinho, mas continua a jornada com coragem, escrevendo com sorrisos e lágrimas seus seus belos sonetos.
Beijos