quinta-feira, março 25, 2010

Não Chores

8 comentários:

Dica Cardoso disse...

Nossa poeta...
Que afago...
Quanto alívio sentido...
Aconchego da lágrima...
Aqui descanço...Finalmente!

Luciana disse...

Oi Amigo
Que bonito gosto das tuas postagens são simples de entender.
Bjs
Lu

Felina Mulher disse...

Você escreveu um poema tao verdadeiro e tão doce...gosto de vir aki e ler-te, sinto-me bem.Você ama as palavras que tão bem traduz... pelo que elas representam, sabe sem duvida que ninguém chegaria para mostar a amplitude do mundo, das sensações e dos sentimentos, Em suma; você nos alimenta a alma!

Beijos meus.

Felina Mulher disse...

Você escreveu um poema tao verdadeiro e tão doce...gosto de vir aki e ler-te, sinto-me bem.Você ama as palavras que tão bem traduz... pelo que elas representam, sabe sem duvida que ninguém chegaria para mostar a amplitude do mundo, das sensações e dos sentimentos, Em suma; você nos alimenta a alma!

Beijos meus.

Sandra Botelho disse...

Que triste essa dor ...
Mas ainda bem que os ventos do tempo sempre a levam de partida.
Bjos no coração!

Cris de Souza disse...

Belo estímulo !

DH ★ disse...

Obrigada por sua visita em meu blog! estou seguindo o seu... voltarei mais vezes!

Beijos ♥

*lua* disse...

Olá cavalheiro, tudo bom?

Lindas poesias ... falam de mulher, para mulher, o lado positivo da vida e tudo embrulhado num belo papel de presente!
Fantástico ...
abraços
*lua*