sexta-feira, outubro 04, 2013


De Ilusão também se Vive!

Ela — dona da nau — do espaço azul
desembarcou no encanto; — tez de mito!
Muito sonhara com o beijo rico;
numa viagem de Rainha! (ao som do blues)

Do portão vislumbrei seu corpo nu;
(uma silhueta do sonho...) num grito,
e de asas que se movem no infinito,
toquei seus cachos de raro xampu!...

Dos tempos áureos, livres, da atmosfera
e do vaivém frenético da esfera,
morro a cada emissão dessa magia!

Sigo os passos nas curvas dos degraus,
guardo aquele perfume magistral;
que incitante, inda jorra... e me sacia!...

Machado de Carlos

2 comentários:

✿ chica disse...

Maravilhosa tua inspiração! Bela poesia! abraços,chica

Toninho disse...

Um momento de pura magia amigo.Sentir todos os órgãos em sintonia para deixa-los soltos em poesia de encanto com um belo canto.
Marca de Machado e a gente aplaude.
Bom fim de semana de paz e luz.
E viva o Timão.