quinta-feira, março 05, 2009

Um comentário:

Olhos de Mel disse...

Oie lindinho, esse soneto, por pouco não me bota pra chorar, viu? É tão doce, tão suave, tão meigo... Sei bem o quanto são frias essas noites solitárias...
Lindo!
Beijos