domingo, fevereiro 08, 2009

Lua e Sol

Um comentário:

Olhos de mel disse...

Doce poeta! Creia, as coisas da vida, são sempre, possíveis...
Em algum momento eles se encontram e como o próprio amor entre elesm emanam uma beleza indescritível!
E assim, desse sonho, o admirável poeta, compôs, esse maravilhoso soneto, dessa linda história que lhe parece impossível...
Beijos