domingo, janeiro 11, 2009

Um comentário:

Olhos de Mel disse...

Doce poeta! Existem estrelas, que apenas, precisamos olhar em nossos corações. Porque é lá onde elas brilham intensamente, como cada palavras desse soneto.
Amei! Beijos