terça-feira, janeiro 06, 2009

Um comentário:

Olhos de Mel disse...

Doce poeta! Sua alma gêmea esta bem proxima, apenas espera o momento. Assim é a vida. Cada um tem seu par, embora nem sempre se tenha a oportunidade de encontrar.
Amei o soneto!
Beijos