sábado, setembro 12, 2009

Um comentário:

Efigênia Coutinho disse...

Poeta, é no silêncio que habita nosso Eu verdadeiro, onde podemos realizar os nossos encontros e desencontros da alma , adorei, adoro seus sonetos, beijos ,
Efigênia Coutinho