terça-feira, dezembro 30, 2008

FADA

Um comentário:

Olhos de mel disse...

Meu doce poeta! Nunca deixe de sonhar, ainda que pareçam distantes. Nunca perca a esperança, ainda que tudo pareça perdido. Ha sempre um tempo, uma oportunidade, uma alegria...
Que as dores não lhe alcancem no ano que vem. Que a tristeza se afaste para o além e o amor floresça! Que possa mais e mais me deliciar com seus encantadores sonetos! Muito mais de sonhos, fantasias, alegrias... Porém, se as lágrimas, por ventura marejarem seus olhos, que em seus escritos essa tristeza possa lavar sua alma e transformar em alegrias, as tristes dores em versos cheios de beleza!
FELIZ ANO NOVO!