domingo, julho 15, 2012




Coleção de Silêncios




Nos feixes do rio, uma polpa gira...
Havia afinadas vozes na cantata,
Bailou elegante neve com a lira...
... e ela chegou com luz do céu de prata!


As tranças com nós duma leve mira
ouviram belos cânticos da mata,
encantaram reflexos da safira,
com pares de anis da única sonata!


Minha íris navega nas delícias...
Na viagem bebo águas de carícias,
Tenho pupilas reais das alfazemas!


No “hall” imagens cruzam nos absintos
...e saltitam dos álbuns cristalinos;
Lentamente, lapidam ricas gemas!...




Espetáculo!




- Abrem alas!... O circo está no ar...
Nos bastidores há lindas beldades!
Siga logo, registre seu avatar;
Existem tabuleiros da maldade...


Dance, cante!... No alô do celular
Zurzem artistas de toda cidade...
Vamos. Avance. É tempo de luar;
Aqui não haverá veracidade.


Tu poderás ganhar um grande amor
Com pequena falácia sem penhor.
- Queira reproduzir grande mensagem!


Rápido. Use palavras. Seja audaz;
O beijo delicioso é fugaz!
- Vamos, vamos; publique tua imagem!´




Caminhei...




Na dura chegada ao monte aprazível,
Do alto pude lamber miga do pão.
Na abertura dum sonho indescritível...
Comi do grude da palma da mão.


A gaivota chegou toda invisível...
Vênus marcou pretensa, ó, união!
Nas ondas, ao cais; da pele sensível
Corria sangue dos hiatos da canção.


Nas leiras dos quintais, gudes pueris,
lambia o cerol das pipas juvenis;
- A noite chegou ao correio teatral!


Vivemos ainda de ínfimas lembranças;
Caminhos eternizam as distâncias...
Num fim marcado, há frases no mural...





Sabe Amor




A Sirius acalanta lá no espaço!...
...teu verbo chega ao meu coração!
Doce teu riso na luz do terraço...
... que me leva às trilhas da amplidão.


Sabe, o nosso amor, feito dum aço,
Leva versos a senda da ascensão,
Posso tocar teu rosto, traço a traço,
Ah, ouvindo tua voz como canção!...


E tu vens, beija-me antes de dormir
E vejo teu raio sempre a me sorrir!...
Há uma energia que toca o meu peito.


Fico com teus marfins noite afora,
Ao ler tua poesia, minha face cora.
- Voltas, pelas manhãs!... Ah, voz perfeita!...



Fonte Viva




Amor, os plexos dizem – Está na hora!
- Vem, - entrelaçaremos no lençol
de púrpura, ó, quente vendaval!
No crepuscular brindemos agora!


Nua, tu me chamas... o sonho se aflora!
Na meia-luz canta voz do rouxinol...
No infinito já brilha o nosso Sol;
- Nossa felicidade já vigora!


... e beijo tua silhueta neste espelho
Ofereço-te pétalas vermelhas
do imenso jardim; - lindas begônias!


Há em tua voz mil notas dum violino
Pressinto teu reflexo; - Luz acima...
Sinto perfumes do amor: - Nossa Soma!




Meu Amor




Como sofro tua ausência neste exílio!...
Choro ao ler tuas cartas extremas!...
E em silêncio, minh´alma se exalta:
- Meu Deus, qual o porquê desta exclusão?!


O tempo passa e, envelheço no exemplo;
- Para que serve minha experiência?
Não vislumbro a cor da existência,
Neutro, sou uma vida sem expressão.


Revejo a poesia, na íntegra do texto,
declaro sonhos reais, sem texturas
espelhadas em meu trabalho axial.


Um dia, sairei deste mundo complexo,
Quem sabe, se em outra Galáxia próxima,
encontrarei teu beijo num axioma?!...



Minha Linda!...




Recebo afagos da noite enluarada...
(... Vem, beija-me, e me leva ao infinito!...).
- Revelam-se cortinas e, num riso;
Jorram luzes de muitas madrugadas!...


... E o candelabro chega a esta estrada...
No pergaminho já estava escrito;
- Fora sonhos... Meu ser, vida... - Ó mito!...
Tenho a voz da magia... Tudo... E mais nada!


Ela é a dona de todos os segredos...
Afaga-me; - cativa... Num segundo...
Amiúde, sente meus versos profundos!


Tento chegar ao vértice perfeito...
... E o cantarolar belo inda me diz:
- “Estás atrasado, mas sou feliz!...”.





Menina de Flores Brancas




Tenho tua madrugada; - Tu és meu luar!...
Arrasto teu sorriso aonde eu for;
... e a chuva cai com lágrimas de amor...
Na aurora, tu estás no teto solar!...


... no bosque, a sinfonia é teu cantar,
Sinto-me forte com tua rósea flor...
Fico com tua carícia multicor;
... ao adormecer vivo pra te amar!


Ouço tua voz divina ao som de “blues”,
Amanhece e, estás neste Céu azul...
...lembra passos marcados noutra era!...


Ah, canto da inebriante pele nua,
atrás do monte está imagem tua...
Linda silhueta me leva à esfera!...



Hoje


Banhei na fonte, Meu Amor! Neste dia,
No parque, havia teu canto de emoção!
No banco, à beira daquela estação
Engoli tua voz... Pura sintonia!


A cada passo lento, tu dizias;
- Viva nossos minutos de união!
Tenho ouro e, perfume da tua mão,
Vibro em tua Rosa!... Corpo de alegria!...


Cedi às riquezas! Ó Estrela Branca!...
... E contemplei as viagens das nuanças;
Em ti encontrei as portas das mil saídas...


Entorpecemos na taça de vinho...
Teus olhares acendem meus caminhos;
- Eu te amo, amor! – Tu és vida!




SONETO DAS PALAVRAS




Sãos palavras que se escondem na lua.
O soneto é a estrela duma bela poesia.
No coração o esplendor do amor.
Elevasse a esperança em linhas puras...
Tão bonito as mãos que aquecem o
Outro pelos versos da alma.


Do céu os anjos abençoam os sonhos de
Amor e adormecem a dor no manto sem luz.
Senão de alegrias é tecida as sementes do bem.


Palpitam pautas do papel:
- Almas e ideias dum caracol,
Ligam vozes dum menestrel,
Agem no breu do castiçal,
Viajam no mar... Além da cama!...
Rimam notas da partitura;
Assim, cintilam luzes da câmera, e
Soam vozes do tinteiro rubro!...


( Débora Neves & Machado de Carlos)




À Luz da Minha Vida




A carruagem chegou!... Ela é o esplendor!
Na masmorra desenho um ar feliz,
Sinto seus lábios num beijo de anis...
Trêmulo!... Hirto!... Confesso-lhe meu Amor!


Ela, rica e, com aura multicor,
Mira meu rosto atônito e sorri...
Muito esperara, e na hora renasci;
Há muito procuramos esta cor.


De mãos dadas já temos o Paraíso;
Nossos cálices são vitais... Precisos...
Jornadeamos por linhas paralelas...


Na Gênesis ouvimos a mensagem...
Em meu sangue carrego sua imagem;
... Refaço todos os dias na aquarela!




Machado de Carlos

12 comentários:

LUZ disse...

Basta escolher. Mas, é difícil, muito difícil, porque tudo se inicia nos silêncios, depois passa pelo espetáculo, caminhada, pela amada, menina, amor, fonte viva, palavras e termina com o encontro com a Luz da Sua vida.

QUE SOBREM BEIJOS, FLORES E DESEJOS!

Kellen Bittencourt disse...

Oii amigo, qtos sonetos bonitos, um encanto p nós que o admiramos, parabéns! Abraçooooss

Magia da Inês disse...

Estou encantada com tanta beleza.

Boa segunda-feira!
Boa semana!
Beijinhos.
Brasil


(⁀‵⁀,) ✿
.`⋎´✿✿¸.•°
✿¸.

Lidi Horácio disse...

Achei seu blog na blogosfera.
E adoreii!

Já estou te seguindo..
Me visite tbm
http://lidiepaulo.blogspot.com.br

Beijocas
Ótima Semana \º/

Lidi Horácio disse...

Achei seu blog na blogosfera.
E adoreii!

Já estou te seguindo..
Me visite tbm
http://lidiepaulo.blogspot.com.br

Beijocas
Ótima Semana \º/

Sonhadora disse...

Meu querido Poeta

Que dizer deste desfile de hinos de amor encantado, destas melodias que me deixaram sem palavras para te comentar...sento apenas cada palavra.

Um beijinho
Sonhadora

Marcia disse...

Esta lindo seu post!Lindos sonetos, adoráveis todos !Beijos!

Evanir disse...

A amizade é o convívio do dia-a-dia.
Estar juntas nos momentos felizes e nas horas
difíceis
compartilhar o sofrimento
um do outro( outra) dividir momentos de felicidade.
È a cumplicidade é compriender e acima de tudo
confortar quando algum de nossos amigos(AMIGAS)
precisam de uma unica palavra de carinho para fazer seus dias melhores.
Não podemos chamar de amigo (A) aquele que sem motivos
se afasta de nós quando mais precisamos de
uma palavra de carinho .
Um feliz Dia do amigo .
Obrigada por um dia ter colocado mu nome
na sua lista de amigos(AS).
Que seu final de semana seja feliz
sua amiga para sempre,Evanir.
FELIZ DIA DO AMIGO.
Evanir..

LUZ disse...

"Mal nos conhecemos, iniciámos a palavra amigo", diz o poeta.

FELIZ DIA DO AMIGO.

Aproveito para informar você que criei ontem meu 2º blog: LUZES E LUARES.

Terei gosto em sua visita, quando lhe for possível. OBRIGADA.

Bom fim de semana. BJ.

Maria Rodrigues disse...

Simplesmente maravilhoso meu amigo poeta.
Bom fim de semana
Beijinhos
Maria

ana Maia disse...

Olá Poeta querido...

Vim lhe visitar e saí encantada...
seus sonetos são maravilhosos, gostosos de se ler e você escreve muitíssimo bem.A formatação deles está linda...
Gosto muito do que escreve!
Parabéns!Adorei!
Beijos...

Ana Maria Serpa Jubilut

ana Maia disse...

Olá Poeta querido...
Vim te visitar e saí encantada...
seus sonetos são maravilhosos e gostosos de se ler.
A formatação deles também está linda...Adorei!
Está de parabéns!
Beijos...
Ana Maria Serpa Jubilut