sábado, março 18, 2017

Amor, Incrível Amor!



Amor, Incrível Amor!

Na noite, arbustos bailam sob o vento...
Lá do Céu, a flor angélica brilhou!...
O coração confuso se calou;
Inda sinto o calor do apartamento!

— Guardei tua voz, Amor, no pensamento!
A secura na boca me calou,
Tomo cerveja, fito a ave que voou!...
... E tenho o teu amarige do momento!

A alma não é alma nesta vã ferida,
Contei as marés das ondas da tua vida
Quando caiu uma rosa azul da Altura!

O pássaro pousou no galho branco,
No bico, a energia enviada pelo Anjo...
... Estávamos às margens da Luz Pura!

Machado de Carlos


Ribeirão Preto, 24 de junho de 2004.
18h45 min.

Enviado por Machado de Carlos em 09/07/2008
Reeditado em 15/03/2017
Código do texto: T1072713 

Enviado por Machado de Carlos em 14/03/2017
Reeditado em 15/03/2017
Código do texto: T5940250 


Nenhum comentário: