sexta-feira, maio 09, 2014

Relâmpagos do Amor



Relâmpagos do Amor

Quando chegaste, livre e solta ao mundo,
urgida à inolvidável luz do Céu!
-Aticei-me feliz ao incrível véu,
reconheci-me num sonho profundo!

Enlouqueci, Minha Alma, num segundo;
não mais me vi no mesmo fogaréu.
Tive toques, galopes dum corcel,
amanheci, voraz, no meu submundo!

Exaltei às esquinas da alegria...
Quis beijar tuas maçãs, Ó, Estrela Guia: -
... Única face do meu vendaval!...

... Assim foi o lançamento da jornada: -
Toquei mil sons à ti, formosa Amada: -
( - Reconheci-te, Espírito Imortal!...)

Machado de Carlos

Enviado por Machado de Carlos em 22/03/2014
Reeditado em 22/03/2014
Código do texto: T4739546 

3 comentários:

✿ chica disse...

Sempre encantadoras tuas poesias,Machado! abraços,ótimo fds! chica

Elaine Regina disse...

Huuuuuuuuuuum!! Belo final! Gostei muito.


Mil perdões pela demora, Machado. É que o meu ritmo na blogosfera não é mais como o de antigamente. Hoje em dia, entro muito pouco e demoro mais tempo para atualizar o blog. De qualquer modo, virei de vez em quando, viu?


Beijão!

Elaine Regina disse...

Esqueci! As imagens com os poemas são BELÍSSIMAS! Muito lindas mesmo. Parabéns! Você mesmo que as cria?


Bju!