terça-feira, novembro 27, 2012



Hino à Rosa Branca

Ao abrir os olhos nesta madrugada,
Alucinações me levam ao dia...
Nas árvores estão tuas alegrias...
Ah, tenho tua doçura, Iluminada!

Já respiro gardênias nesta estrada...
Viajo em teus lábios; — vivo tua magia,
Lanho tua língua de mel com poesia...
Tua luz vem de mansinho, minha Amada!

Gravo tua voz; — presente das mil cores,
Tenho teu perfume; — rainha das flores!
— Teu sorriso na senda me conduz!

Ah, violetas dos Alpes, dos segundos...
Com elas perco-me até ao fim do mundo;
— todas são; — Com teus frutos, minha Luz!

Machado de Carlos





12 comentários:

luís rodrigues coelho Coelho disse...

A beleza das rosas brancas que nos acordam as madrugadas e nos chicoteiam os desejoos.

Priscila Rodrigues disse...

Não acho as palavras certas pra te parabenizar. Gosto dos seus poemas pq tem coerência, tem início, meio e fim, como deve ser...

Parabéns pela criatividade, sensibilidade e talento :)

Beijos.

rosa-branca disse...

Maravilhoso hino poeta. Adorei. Adoro rosas. Beijos com carinho

ZilMar disse...

oi Poeta,

adorei ler aqui tão bem descrita as alucinações de quem ama.

bravo!!!!


meu carinho...


Zil

isa disse...

Boa noite,Poeta.
Pode dar um salto ao Momentos?
Beijo.
isa.

Laysha Vampira disse...

Tão lindoo...

perfeito!


Desculpe a ausência, retomando meus poemas lhe convido à vistar-me.


Beijos sangrentos da vampira Laysha.

Everson Russo disse...

Um hino perfeito a um jardim de amor e sentimentos...abraços amigo e um belo final de semana pra ti.

Everson Russo disse...

Bom dia meu amigo,,,por aqui tudo na paz...e contigo? abraços e um sábado de muitas inspirações....

Magia da Inês disse...

✿✿°•.

Um hino à delicadeza de sentimentos.
Bom fim de semana!
Beijinhos.
Brasil
¸.✿°°•.¸.¸•°♡⊱╮╮

Evanir disse...

Amigo.
Mesmo percebendo seu afastamento
não poderia deixar de visitar você antes do Natal.]
Deus abençoe tenha um Santo Natal
para você e toda familia.
Um ano novo de paz e amor nesse mundo tão cheio de coisas tristes.]
Beijos sua amiga sempre,Evanir.

Anna Amorim disse...

Delicadeza e intensidade.

Abraços, amigo poeta

Elaine Regina disse...

Esta parte foi linda, Machado:
"Lanho tua língua de mel com poesia...
Tua luz vem de mansinho, minha Amada!
"


E você sumiu, hein, amigo?

Beijo!