segunda-feira, novembro 29, 2010

Chove



Chove


Onde estás, amor, luz da minha hora?
— Sem ti: como é triste te esperar!
Ai, que saudade, quero te abraçar;
— Vem... preciso de ti; és minha glória!


O tempo mata... chove lá fora!
Nesta espera alguém não vai chegar!...
... sinto tua falta... quero te beijar...
... Felicidade?!...Onde ela mora?


A hora não passa!... Ai, solidão!...
Pulso lento!... Fenece coração...
Lágrimas: – um choro impreciso.


Ah, vida vazia... Um mal querer!
Se renovada, Oh, por que sofrer?
... restam sonhos do paraíso!



Machado de Carlos









56 comentários:

Chica disse...

Maravilha,Machado!Inspiração perfeita!abraços,linda semana,chica

Aleatoriamente disse...

Bom dia querido!
Que a chuva esse elo de Deus com os homens, lave as impurezas da terra.
Que as pinceladas de poesia que fluíram do teu coração sejam uma prece ouvida.
Porque é lindo teu sentir.

Beijo Carlos.
Venho + tarde comentar melhor, vamos para um passeio.
Beijo.
Fernanda.

Desnuda disse...

Bom dia poeta!

Não devemos deixar esvaziar a vida. Preenche-la de bem querer e sonhos é renová-la. Belo poema e ilustração.

Maravilhosa semana. Beijos com carinho.

Pat. disse...

Distante... mas próxima do coração, sem dúvida!

Os melhores sonetos...sempre!

****

Perdão por minha ausência. Estou muito tempo sem visitar os amigos. Meu trabalho foi culpado de tudo.

Beijos

Wanderley Elian Lima disse...

Olá amigo
A chuva torna o tempo propício para estarmos perto de quem amamos. Tudo fica mais romântico.
Grande abraço

Mai disse...

Chove; e ao final o amor, a espera e o poema.

abraços e boa semana!

Tania regina Contreiras disse...

Salve, Mschado, as horas não passam mesmo nessa espera de amor, herim? E essa imagem? Bela...
Beijos,

Janaina Cruz disse...

Fria hora não é meu amigo?
Em que o dia fica quase noite sem luz, e nos perguntamos: Cade aquele que faz iluminar nosso caminho?
Em alguns momentos ele não pode mesmo nos ajudar e temos que nos virar sozinhos, e é preciso acostumar-se a isso, em nossos momentos mais difíceis estaremos sozinhos, pois não há nesse mundo quem vai sentir as nossas dores e delícias por nós.
Porém que possamos desenhar um belo sorriso em nosso rosto, que existem invisivelmente, mas existe alguém do nosso lado: Deus! :)

Ah, Machado você escreve poemas espetaculares, e é mesmo um sucesso, muitos hão de te aplaudir e aprender contigo, eu sou uma dessas pessoas!

Que tua semana seja abençoada.

Suely Rezende - HD disse...

Olá Carlos,
Bom dia amigo!!!

Passei por aqui p/ ler suas matérias e desejar uma semana muito abençoada.

beijos
suely

Luís Coelho disse...

A chuva traz muitas recordações e a espera é sempre dolorosa.
Esperar elo amor é algo que remexe com toda a nossa alma e sempre acabamos procurando uma razão para estarmos juntos.

Hana disse...

Oiee, ta tudo bem nesta casa do hino ao amor, e por falar em hino ao amor, tem uma letra de música lindíssma que amo, vou procurar a música no you tube. Que lindo este poema né amigo meu.Hoje vou trabalhar a té tarde depois volto aqui.
com carinho
Hana

*Mi§§ §impatia* disse...

Hoje faz um tremendo sol aqui mas sinto que dentro de mim chove torrencialmente......
Boa semana querido, beijos.

Vivian disse...

...felicidade, onde ela mora?

não mora a felicidade no
coração do poeta que sabe
desenhá-la tbm e versos?

muitos beijos, querido!

REGGINA MOON disse...

Machado,

É muito difícil esta espera lenta por algo que não conseguimos mudar em nossas vidas!!
A chuva de sentimentos que ronda cada um de nós...

Belíssimo!!

Beijos e uma ótima semana Poeta!

Reggina Moon

Sonhadora disse...

Meu querido Poeta

Um poema lindo e nostálgico, mas muiro belo cantar de amor, adorei.

beijinhos
Sonhadora

ValeriaC disse...

Meu querido amigo e poeta que sensibilidade nestes versos, que tocaram minha alma profundamente...
Que sua semana seja bela...beijinhos
Valéria

Sandra Botelho disse...

Essa saudade, machuca, fere, silencia a vida...Bjos achocolatados querido amigo poeta!

romantic disse...

se restam sonhos,é bom...
boa semana pra vc!

Insana disse...

Que chuva gostosa.

bjs
Insana

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Saudade com chuva, a saudade parece que aumenta. Beleza de novo ,amigo Machado. Um abraço

Livinha disse...

Chegando para apreciar mais uma de tuas profundas e preciosas inspirações...
Ô meu amigo, essa saudade que mata, parece que o tempo fica a comungar com a gente quando tanto chove lá fora, nesta dor tão deprimente.
Mas a saudade se mata sim, a um tempo.
Não importa de que forma, seja por qualquer viagem, ela virá sem demora.
Só precisamos viver mais e mais e amar, amor de alma com outras almas se encantar.
Assim sentimentos somatizam, nos damos a glória, bem a contento, aliviando o coração banhado de satisfação, expandindo os sentimentos...

Felicidades pra ti

Bjs

Livinha

Dhebora Hevelin disse...

Que saudade de passar por aqui!
Seus textos me fizeram muita falta...
Agora estou de volta.

Beijão, boa semana!

Fernanda disse...

Olá amigo!

Ai essa foto! Maravilhosa!!!!

Se não veio hoje virá amanhã, não desespere!
Senão vai chover no seu coração.

Beijos

Elaine Castro. disse...

Oii,
Conheci o seu blog através do Uni ver sos, e gostei bastante.
Trabalha bem com as palavras...
A te seguir.
Abraços.

Paula Figueiredo disse...

Ai que aflição essa espera! Mas que bom! Há os sonhos! :)

Obrigada por suas sempre precisas palavras aqui e lá para mim!

E vamos confiar na vida!
Bjs

Pérola disse...

Posso lhe ser franca?
A chuva é um dos elementos da natureza que me inspiram por demais a escrever.Gosto dela embora nunca tenha me trazido nenhuma resposta.
Fantástico.Beijos carinhosos.

Chris Amag disse...

Olá, Machado de Carlos!

Primeiramrente quero lhe dizer que gostei de ler o seu comentário lá no blog da Maria... Você sempre presente em meus poemas...

Agora, quanto a chuva... Ah a chuva... Ela me inspira sempre. Geralmente torna o dia melancólico, cheio de saudades do que foi ou do que queremos que seja um dia.

Gosto de falar da chuva porque é como se fossem nossas lágrimas a cair e a molhar a terra seca, gotas, uma chuva fina, mais forte e, às vezes tempestades.

Mas hoje, especialmente hoje, ela não me trouxe saudades ou o calar, mas me trouxe conforto, um carinho, como se me embalasse o sono. Acredita que cheguei a dormir ouvindo o barulho da chuva? Ela abafa o som e esconde as pessoas dentro de casa e tudo fica silencioso, só a sua sinfonia toca e nos envolve.

Depois, saí no fim da tarde e o que vi? - Um arco-íris, nossa, nada mais fascinante,é meu elo com Deus.

Bjs
Chris

Amor feito Poesia disse...

Meus êxtases, meus sonhos, meus cansaços...
São os teus braços dentro dos meus braços,
Via Láctea fechando o Infinito.

Florbela Espanca

Dias de amor & Paz...Beijos meus! M@ria

Sônia Silvino disse...

Oi, amigo!
Te ler é bom demais!
Tua presença nos meus blogs e o teu carinho conquistaram o meu coração.
Vim ler as novidades e te deixar uma oração!

ORAÇÃO DA FÉ

Que Deus te cuide com carinho,
que te indique o melhor caminho,
que te ensine sobre o verdadeiro amor,
que te perdoe quando preciso for.


Que Deus te dê asas para voar,
nos sonhos te ajude a pousar
mas, também, te mostre a realidade
que terás que enfrentar sem nunca, por nada, recuar.


Que Deus te dê forças para encarar
tudo aquilo que não tens como mudar
ou sequer adulterar.


Que Deus te dê saúde,
que teu corpo, por dentro, nunca mude
e que ao envelhecer tu possas dizer
que tua maior felicidade foi viver.


Que Deus te mostre com clareza
a grande e real beleza de um jardim florido,
de um bom livro,de uma poesia que fale de saudade,
de uma calma paisagem.


Que Deus te faça compreender
porque amanhece antes de anoitecer,
porque o sol se esconde quando a lua quer brilha
e porque o sol brilha quando ela vai descansar.


Que Deus te faça ver
que no sorriso de uma criança
mora toda a esperança que tanto precisas pra viver.


Que Deus faça de ti um ser sensível,
que seja capaz de chorar
sem jamais se envergonhar.


Que Deus possa te mostrar
que cada onda do mar
devolve tudo que ousa levar,
afinal não tem intenção de roubar o que em terra deve ficar.
Que Deus te ensine sobre a dignidade,
sobre a força e a fragilidade,
sobre a coragem e a honestidade.


Que Deus te ofereça amigos verdadeiros
e que tu saibas cultivar
cada amizade que em tua vida Ele plantar.


Que Deus te ensine a fé,
que te faça crer em Jesus,
e que te permita aceitar
que por pior que seja a cruz
que tenhas que carregar
com o peso que teve a Dele
nunca será.
________________________
Silvana Duboc
________________________
Beijoquinhas, muitas!
Sônia Silvino's Blogs

Lily disse...

Por que será que ficamos nostálgicos com as chuvas?

Bom, eu ficava um pouco e também bastante preguiçosa, querendo cama e cobertas.

Hoje, chuva para mim é lembrança, recordação doída. Vivo num deserto e quando aqui chove dá tristeza pelos tão poucos pingos. Eu quero chuva tropical, tempestade, trovão, raios... com companhia ou não.

Um abraço!

Tania T. disse...

"Quando chove fica mais triste a espera por alguém que não vai chegar."

Suas belas palavras me fez lembrar essa música.

Amei o post!! Demais!!

BJão =*

Everson Russo disse...

Belissimo meu amigo, a ausencia de quem se ama realmente é uma tempestade torrencial na vida da gente, a falta do abraço, do calor,,,da poesia que a pessoa nos irradia, nos deixa parados sem ação...abraços fraternos e um belo dia pra ti...

Ira Buscacio disse...

Machado, querido amigo,

Se restam sonhos, já é muito.
Lindo!
Bjão e linda semana

Valquíria Oliveira Calado disse...

Olá amigo, chove deixando-no com frio de alguém... isso acontece, abraço.

Sil-vania disse...

Um café forte sem açúrcar nessa chuva, nesta saudade e com direito a ser estalado de bom. rss
bjs

Aleatoriamente disse...

Meu amigo querido
Cheguei!!!
Prometi a mim mesma, vir mais cedinho, mas não deu.
Ando sem inspiração, queria te escrever, o mais lindo dos comentários meus. Mas ela a inspiração foi nas asas da brisa prometendo logo voltar
Estou esperando ansiosa, por uma gota de amor nas pontas dos dedos.
Mas os pássaros é que fazem uma sinfonia no meio das arvores e eu sorvo com o maior encanto , mas nesse céu azul de Brasília onde as cigarras ao meio dia fazem festa , eu as escuto e algo me diz para tentar a escrita pensando na amizade , por ela Fernanda tenta.
Então prumo nas teclas a ousadia e a poesia despontam timidamente. E o que me aquece é a ternura do teu poema tão belo...
Ando feliz, achando motivo para sorrir com as folhas no chão.
Com a leve brisa que me diz sempre algo bom e com a certeza que esse sol de amor promete.
Dádiva teu poema.
Dádiva nossa amizade
Meu poeta querido.
Um beijo em forma de poesia para ti.

Com carinho.
Fernanda,

Hana disse...

Amigo meu do coração, vc tem noção do que é estar lendo seu post, na companhia de um chocolate maravilhoso que derrete na boca, amigo meu, eu não sei se o chocalete ficou mais gosotoso com seu poema, ou se o poema ficou mais gostoso com o chocalate, em fim, fiz uma mistura incrível e os dois são uma delícia, assim diz uma amiga que amo, seu poema é absurdamente lindo.Sabe chega bem pertinho vou te contar uma coisa,mais pertinho, eu tenho um amigo, ele é tudo de bom, ouve minhas neuras, responde minhas agonias de 5 minutos, ele até é meu diário, não conta pra ninguém mas o meninuuu é show, um mega amigo, o nome dele é Carlos, Machado de Carlos, amigãoooo da Hana, Hana da primavera pq lá fora pode estar um inverno de neve , no coração de Hana aflora a primavera.Por isso aqui te presenteio com margaridas perfumadas, faça seu exercício de imaginação e sinta o perfume delas.
com carinho
Hana

Flor da Vida disse...

Amigo, mais uma vez estou aqui pra aplaudir o teu talento e tuas belíssimas inspirações! Deus o abençoe sempre e sempre! Deixo carinhos a ti... Bjsss

Lis disse...

Oi
Já sou seguidora mas nao estava acompanhando como gosto rs acontece
entramos gostamos mas se nao linkar acabamos nao voltando e hoje "aleatoriamente " rs passando por lá gostei de um comentário seu, vim espreitar e encontro um poeta com lindos poemas,que gosta da natureza , da chuva e do amor.
Parabéns, vou linkar e prestar atenção.
abraços

Aleatoriamente disse...

Carlos,
estou em Brasília, cheguei no dia23 de novembro. Vou ficar aqui até janeiro. Tirei a confusão? Hehehe..

Beijo.
Fernanda.

Anna disse...

Olá Machado de Carlos!

Chuva, saudade, papel, caneta e um poeta de sensibilidade enorme como você provocam em nós esse efeito, esse desejo de ler mais, de mergulhar nesse seu sentimento...
Chove no seu mundo e chove aqui, dentro de mim...

Beijos em seu coração, ótima noite!

Chris... ჱܓ disse...

Em dias de chuva a inspiração chega né amigo...
Mas o importante é que o coração não esteja nublado, chuvoso...
Aquece ele! rs

Uma linda noite pra ti.

Bjos!!

Paula Figueiredo disse...

Obrigada pelas palavras amigo...

Tenho mesmo muito chão. A luta é por sustentar a alegria em cada passo. Sinto que estou quase lá! :)

(Pelo menos não me canso de voltar a sorrir).

Abraço!

E vamos confiar na Deus, na VIDA e em nós! ;)

Nas Asas da Poesia disse...

"Não procure felicidade dentro de outro ser humano e sim dentro do seu próprio coração.
Muitas vezes ela está tão perto que não conseguimos enxergá-la, pois o essencial é invisível aos olhos".

(Autor desconhecido)

Beijos e meu carinho.........M@ria

Lis disse...

Oi De Carlos
Fiquei encantada com o "Fascínio" I e II , foi o que me inspirou publicar alguns poeminhas que me dedicaram , como nao tenho sua autorização nao publiquei hoje , mas muito me honra poder faze-lo.
Depende do seu aval rs
Obrigada que bela descoberta hoje!
Parabéns
muitos abraços pra retribuir o carinho .

M@ria disse...

Plantei roseiras p´ra colher rosas
De todas as cores, e cheirosas.
Esqueci espinhos protetores
E beija-flores, os benfeitores.

Mardilê Friedrich Fabre

Beijos & Flores......M@ria

Aleatoriamente disse...

Bom dia amor!
Sempre que releio teus poemas entendo um pouco dessa tua alma linda e me emociono.
Você escreve grandezas, e a explicação delas vai além de mim.
Você carrega ternura, sensibilidade.
Tua alma bela é sentimento.

Um beijo Carlos
Fernanda.

Everson Russo disse...

Bom dia meu amigo, hoje, seu poema encaixa perfeitamente na paisagem de Belo Horizonte, "Chove", e isso inspira, dá saudade de lugares e coisas que ainda nem vivemos, dá aquela sensação de vazio, mas é gostoso,um vazio gostoso, aquela vontade de ficar o dia todo pendurado na janela assistindo ao espetaculo da natureza....abraços fraternos de bom dia.

IT disse...

Chuva chove nos versos do poeta!Entregue Inteiramente umedecidos,encharcado!Não há capas, não há guarda-chuvas,que cubra toda inspiração deste menino encantado.

Machado,
Adoraria fazer uma poesia pra você!
Quem sabe esta mesma "chuva" um dia me molhe também?!rs

Beijo nas suas faces suavemente.

█► JOTA ENE ◄█ disse...

ººº
Olá Machado,

Não conhecia o teu cantinho, mas essa grande mulher que dá plo nome de LOU ALBERGARIA me aconselhou a fazer uma visita e realmente valeu a pena... revejo-me nalguma poesia que li por aqui.

Abraço...!

Hana disse...

Oi, psiuuuuu, eu aqui numa alegria estonteante amigo meu, vim deixar minha energia fluir nesta casa, e também vim buscar o aconchego do seu afeto, e cantar só um kadinhuuu!!
A cor dessa cidade.Sou eu!O canto dessa cidade.É meu!E a força, de onde vem?Ninguém explica
Ela é bonita.Verdadeiro amor
Uô Ô!Você vai onde eu vou..Eu sou o silêncio da noite.O sol da manhã.Mil voltas o mundo tem.Mas tem um ponto final.Eu sou o primeiro que canta.Eu sou o carnaval.A cor dessa cidade.Sou eu!
O canto dessa cidade
É meu!
É isso cantei e fui!
com carinho
Hana

Nilson Barcelli disse...

Um soneto de amor muito bom.
Gostei muito. Parabéns.
Um abraço.

Sandra Botelho disse...

A chuva cessará, e o sol lhe trará de volta o seu amor...Bjos achocolatados

rosa-branca disse...

Lindo soneto de amor. Adorei meu amigo. Beijos com carinho

Daniel Savio disse...

Engraçado que o tempo quando passamos com quem a gente ama passe tão rapido e os segundos distantes dele passem tão demorados...

Fique com Deus, menino Machado Carlos.
Um abraço.

marcinha disse...

bom ler ,este livro de emoções beijos!