quarta-feira, abril 15, 2009

Lençओ एम् Chamas

3 comentários:

Olhos de mel disse...

Doce poeta, que angustia é essa heim? Apesar da beleza do soneto, uma tristeza que dói na alma. Eu entendo sim, mas não se entregue... a vida é muito mais que isso.
Fique bem, viu? Estava com saudade e preocupada.
Beijos

Olhos de Mel disse...

Oie lindinho, se hoje choro uma dor que me corta a alma, amanhã sorrio no primeiro raio de esperança. Também sou frágil, tenho meus momentos de angustias, mas reinvento a vida, como se fosse criança.
Vou dar um tempo, vou atrás desse raio e quem sabe? Estarei novamente brilhando no mês de maio.
Fique com Deus! Beijos

Olhos de Mel disse...

Querido amigo, quando puder dê uma passadinha nesse link. É um conto escrito por mim e mais dois amigos; Solange Daniel e Adilson Pinto. É um sonho nosso, escrito em parceria, ainda que morando em lugares distantes, um do outro. Acho que vale a pena ver.
http://recantodasletras.uol.com.br/e-livros/1452959
Bom fim de semana! Beijos