quarta-feira, outubro 23, 2013

Eterno Canto

Eterno Canto

─ A voz que vem, transborda... ─ Vive a rima...
A voz que voa com asas da canção
A voz que toca; ─ Oh, pobre coração!...
...Com notas angélicas!... Cristalinas!...

─ Ah, linda voz! ─ A noite se ilumina!...
─ Canta voz, tu és a Suprema união!
Beijo-te; ─ Estrela caída nesta mão,
Com a voz terna da linda menina!...

A voz vem... vem... vem... tem luz de veludo...
Incrível voz que abarca o mundo! ─ O tudo!...
─ A voz que encanta no espaço... ─ Fugaz!...

A voz que reflete ecos de energias
descritos na soberba profecia; ─
... E os dias se renovam na Voz da Paz!...

Machado de Carlos
video

sábado, outubro 19, 2013

Flores da Aurora

Olhei pro jardim, ah, rosa Divina!
Nunca mais, - esqueço da tua nobre canção.
(...sinto o badalar do teu coração,
e, as flores vieram ao nosso clima!)

Meus sonhos, minha linda menina;
ao tremular nas notas do som,
refleti numa encantada união...
Inexplicável, tua luz cristalina!...

Na tua luz; - Soberana Estrela,
ouço... de todos os cantos... o mais belo!
Imortal será o teu olhar para mim!

Rompemos as barreiras; - Fiquei assim!...
Ah!... Tua cor mel, um jambo, - meus versos...
Meus dias serão teus!... Ternos do Universo!

Machado de Carlos


quinta-feira, outubro 17, 2013

Mundo Nosso

Mundo Nosso

Sim. Vinte e quatro horas de amor!...
Vejo-te linda, minha alma sem fim...
Vieste da maresia sorrindo assim;
Teu corpo é de luz, vida e mais cor!

Hoje vislumbro teu rosto; - um calor:
- Tenho tua nobre veste de cetim,
Respiro nele, halo de jasmim,
Degusto; - em segredo, teu sabor!

Tua silhueta, penumbra do prazer
Leva-me ao lume da tua nudez,
...! Perco-me no voo do grande infinito...

Canto o mais belo som da imensidão...
Em coro, lanho-me em tuas mãos;
- Eu te amo, meu amor! – (Eu me agito!).

Machado de Carlos
video

segunda-feira, outubro 14, 2013

A Dança do Amor

A Dança do Amor

Ela se tocou; livre, suavemente
Era a dona do quadro multicor
O corpo delirava com frescor
Com as curvas e dobras mais ardentes!

No frisson e vaivém, Oh, ousadamente,
Vivenciava os delírios dum amor...
- Que fazer, coração de sonhador?!
- Beijar o Céu da boca, docemente?!...

Tudo foi resolvido com o laço
Ao som das notas musicais do espaço
Na loucura beijei os lindos pés!

Muitas vezes gravei a mesma visão,
não houve o final da íngreme paixão:
... no horizonte bailaram as marés!...
video

Machado de Carlos

domingo, outubro 13, 2013

Brinquedos do Amor

Das quimeras perdidas no infinito
colecionei mil frases no caderno,
sentindo aquele olhar distante e terno...
... e o coração; - explodindo sem limites!

A profecia mostrava a longa escrita
da voz que se quebrou neste deserto!...
Perdi-me na curva da esquina incerta;
... na aproximação da flecha do mito!

Ela surgiu da sombra da pilastra
nos bruscos tilintares da sonata;
houve a vez do amor célere... e tão puro!

A imagem encantada cor violeta,
com as incríveis nuances do planeta
redigia nos reflexos do futuro!

Machado de Carlos

sexta-feira, outubro 11, 2013

Amei-te!

Amei-te, ao balançar dos arvoredos
Quando eu sonhava com a tua alma pura...
Amei-te, sim! (Emblemas da loucura!)
Quando eu já cobiçava os teus brinquedos!...

Amei-te, com todos os segredos;
... E a tua voz me levava às alturas!
Amei-te, ainda naquela noite escura,
e, dominavas todos os meus medos.

Amei-te: - lindas tardes de domingo!...
- Sobre a minha cabeça de menino
sentias, com amor, o meu coração!...

Amei-te, na dor da minha ferida,
acendendo um pavio; - Lustre da vida,
Ouvindo, sem cessar; - Ah!... Tua canção!...

Machado de Carlos

http://www.youtube.com/watch?v=U42t2fMkJZg

quarta-feira, outubro 09, 2013

Pérola Negra

A escultura irmanou todos os plexos...
... e a dança reviveu a linda canção...
No filme com o show na amplidão,
o luar desenhou todos os reflexos!...

Houve, sim, uma viagem desconexa;
nas carícias, nos toques!... - Leves mãos!
Na cortina, na nuvem da paixão;
- ah, gotas, gotas dum furor sem nexo!...

Estávamos no imenso céu dourado...
navegamos num só mundo encantado;
entre os beijos à luz do camafeu!

Nos castelos de pedras dissonantes
cantamos as mil vozes delirantes;
no sonho eterno e sem fim... - Oh, apogeu!...

Machado de Carlos

terça-feira, outubro 08, 2013

Dia de Festa

Quando ela tocou o pé da casa branca;
- Cantaram nas marés do imenso rio!...
A festa se aplacou nas cantorias;
... E as águas?! - Explosão das mil ciganas!

A menina feliz; - Sorri, e, encanta

com voz que se alimenta nos vazios...
As púrpuras chegam e contagiam...
- De léguas ouvem-se a voz da ciranda!

Saltitaram os galhos de ciprestes!...

Inda hoje selou o hino mais celeste
com os galopes do grande corcel!

Guirlandas enfeitaram os portais,

venceram as rotinas dos anais,
e, olhares se encantaram! - Lá do Céu!...

Machado de Carlos



Nas Asas Da Poesia

Sinto: - Tua aura nesta geografia,
Vi na moldura uma ribalta!...
Amei a cada letra, tua alma;
Tenho páginas, frutos da magia!

Na tua voz rica há muitas sintonias,
Cada vocábulo é de esmeralda;
Nas letras o coração se acalma;
O perfume levou noites vazias...

Do Céu astros pululam na varanda
Procuro as estrelas que emanam!...
... e todo firmamento sei de cor...

Mergulho em pensamentos profundos...
Penso...Penso; - Ah, como estará o mundo
Da minha alma gêmea, meu grande amor?...

Machado de Carlos


Um Dia Violeta!

Um Dia Violeta!

- Divina! - Luz e vida da poesia,
- ergue-se um braço nas noites serenas!
Zombaram de nós no revés do poema,
- ondas viajaram! – Mar da sintonia!...

Imóvel ao nascer do novo dia,
tenho Paz ao deslize desta pena!...
Oferto uma rosa à tua vida plena;
- Divina! - foi criação da tua alegria!...

Encontrei-te nas flores de um agosto;
as pétalas curvaram-se ao teu rosto,
grandes; - hoje, são as noites cristalinas.

O Supremo se anima na canção;
somos, na íntegra, um só coração...
Tenho o teu afeto; - Oh, Doce Menina!...

Machado de Carlos

segunda-feira, outubro 07, 2013

Renúncia!

Agora, de alma sã, minha querida,
olvidei muitas horas, — Ó, meu encanto!
... contemplava teu olhar preso no manto
sentindo tua maçã enternecida!

A rotação parou; — rude partida;
lembrarei de ti diante do crisanto...
(quando oramos ao pé daquele santo —
beijávamos o lenço; — Ó, despedida!)

Amei o teu corpo; —noite rosicler!
Inda vivo o "amarige" de mulher; —
de quando acariciava os olhos teus!

Ultrapassei as íris do futuro...
Revivi a ilusão; — manto do escuro...
(... mas o relógio já marca; — Ah!... — Adeus!...)

Machado de Carlos.

domingo, outubro 06, 2013

Um Canto de Amor

O teu semblante ilumina o meu dia,
Faço da tua voz uma canção!...
Sonho com o deslize das tuas mãos...
O meu tempo, agora, é só poesia!

Lá se foram as horas de agonia;
O teu brilho é a minha direção
... E se perde ao longo da imensidão!...
— Deus! Não mereço tamanha alegria!...

Teu nome me segue aonde eu for;
Não fico mais sem ti, meu doce amor;
Estarei sempre nos raios da tua luz!

Paro… Penso... Penso... Fico distante!
No infinito está a tua paz constante
Quero estar, para sempre em tua luz!...

Machado de Carlos



Tempo de Felicidade

Guardo a mensagem da noite de Amor
quando já escurecia o meu coração!
No dia negro da vasta solidão,
chegaste, ofereceste bela flor!

Então, meus dias mudaram: - nova cor,
colori o teu retrato na amplidão
com as cores mil - da alta perfeição;
moldes das euforias deste cantor!...

Hoje, danço nas notas do meu dia,
chamo os néctares; busco a sintonia,
esperando o perfume da quimera!

A voz está na mente; - ópera lírica...
O reflexo no rosto vivifica
os momentos gritantes da nova era!...

Machado de Carlos

sábado, outubro 05, 2013


Tu és a minha inspiração!

Nos recifes, aos raios da luz do ocaso:
— Ó, toques, sem cessar das mãos tão lisas!
Um pássaro cantou sonhos de brisa.
... e as marcas inda reinam; — ricos laços!...

Vivemos na aeronave d´ouro e prata
Houve beijos do encanto... dos indígenas...
... muitas vezes morremos nas divisas
das manhãs!... — Reli as folhas do parnaso!...

No azul índigo; — luz da primavera,
Na moldura de cores vivas de heras
... nós nos amamos na mesma emoção!

A flor registrou a aura do nascente
Sentimos nossos corpos até o poente,
... enfim; — tu foste a única canção!...

Machado de Carlos

sexta-feira, outubro 04, 2013


De Ilusão também se Vive!

Ela — dona da nau — do espaço azul
desembarcou no encanto; — tez de mito!
Muito sonhara com o beijo rico;
numa viagem de Rainha! (ao som do blues)

Do portão vislumbrei seu corpo nu;
(uma silhueta do sonho...) num grito,
e de asas que se movem no infinito,
toquei seus cachos de raro xampu!...

Dos tempos áureos, livres, da atmosfera
e do vaivém frenético da esfera,
morro a cada emissão dessa magia!

Sigo os passos nas curvas dos degraus,
guardo aquele perfume magistral;
que incitante, inda jorra... e me sacia!...

Machado de Carlos